Tudo o que procura saber sobre credito pessoal, creditos online, financas pessoais e conselhos de poupanca.

23
Mai 09

 

 

Hoje o crédito consolidado é uma alternativa para muitos. Mas será que o crédito consolidado é a melhor opção para si?

 

O Apelo do Crédito ao Consumo


Os portugueses deixaram de ser poupadinhos nos últimos anos, passaram em muitos casos a viver acima das suas possibilidades. Isto deve-se a diversos factores, entre eles podemos facilmente destacar o apelo ao consumo feito por instituições de crédito e bancárias. Passaram a facilitar os empréstimos para comprar praticamente tudo o que se deseje: férias, carros, viagens, electrodomésticos, etc..
Criou-se uma concorrência bastante agressiva em todos os meios de publicidade existentes, e as pessoas habituaram-se a gastar tudo o que tinham e se fosse necessário, então recorria-se ao falso dinheiro falso dos créditos pessoais. Hoje muitas das famílias do nosso país enfrentam graves dificuldades e algumas perderam mesmo os seu bens devido ao mau uso destes crédito fáceis. Acumularam-se muitos créditos, inclusive alguns contraídos para conseguir alienar outros. Depois de cair nesta armadilha, é muito difícil de se sair sem ser lesado. Hoje, uma das alternativas que temos para conseguir aliviar o nosso orçamento mensal é o crédito consolidado, em muitos casos pode ser uma boia de salvação pois permite reduzir bastante as prestações mensais. Mas também pode ser uma ilusão e só piorar a situação de quem adere á consolidação de créditos. Continue a ler este artigo para saber se esta é uma opção que o pode ajudar, ou se só o poderá ajudar a ir ao fundo.
 

 

 

Caracteristicas dos Créditos Consolidados

 

 Na esmagadora maioria das ocasiões o crédito à habitação é o que tem o prazo mais extenso e a taxa de juro mais baixa, pelo que se juntarmos os restantes créditos a este ficamos a pagar uma prestação global mais baixa mensalmente. As vantagens do crédito consolidado são evidentes a curto prazo, pois uma renda mais baixa agrada a todos os devedores. Mas passamos a pagar estes empréstimos muito mais anos, e passando estes créditos para longo prazo, iremos pagar mais juros no final. Pelo que só se deve decidir-se por esta situação, de juntar os créditos da casa, carro, móveis, etc. ( crédito consolidado) se for insuportável paga-las em separado. como já disse anteriormente, esta solução do crédito consolidado, possibilita que se pague menos dinheiro ao final do mês, mas estaremos muitos mais anos endividados, e pagaremos muito mais juros, pelo que deve ser usado com cuidado.

 

 

credito consolidado

Reúna toda a informação que puder

 

Se enveredar por esta opção, dirija-se a o máximo de instituições possíveis, para recolher os dados que lhe permitam fazer uma comparação daquilo que existe no mercado. A maioria das pessoas não procura em mais do que três sítios, pois encontrando um equilíbrio entre os primeiros que encontra, pressupõe que todas as instituições pratiquem os mesmos valores. Mas isto, no caso do crédito consolidado,  nem sempre é verdade, e com um pouco de pesquisa poderemos encontrar uma proposta bem mais favorável ás nossas necessidades. Leve sempre consigo os dados necessários ás simulações: valores em divida, prazos remanescentes, etc...

 

Quando consolidar os seu créditos, existem duas possibilidades: com crédito hipotecário ou sem crédito hipotecário.

 

Crédito consolidado com crédito hipotecário

caso possua um crédito a habitação pode consolidar os seus créditos no banco onde tem este crédito. Neste crédito consolidado, passa na prática a ter dois créditos, um que já existia e dizia respeito ap crédito habitação e outro, um crédito multiopções que irá englobar as restantes dividas. Assim consegue uma taxa de juro igual ou muito próxima do à do crédito á habitação. como garantia de pagamento das dividas passa a ser usada a habitação.

 

Pode também optar por unir os créditos, sendo esta opção mais trabalhosa. Exige que se liquidem todos os créditos vigentes (excepto o da habitação), e assinar novos contratos com todos os custos associados a estes, mas consegue seguramente pagar uma prestação muito mais reduzida ao final do mês.

 

Crédito consolidado sem crédito hipotecário 

Também pode consolidar os seus créditos sem ter um crédito à habitação, basta criar um crédito pessoal que englobe os créditos contraídos até a data. Poderá conseguir uma redução da prestação mensal próxima dos 20%, com um prazo mais alargado e um consequente aumento total dos juros globais.

 

5 dicas úteis no crédito consolidado

  1.  Renegoceie o seu crédito á habitação. Antes de pensar num crédito consolidado, tente renegociar os termos e taxas do seu empréstimo á habitação. Consolidar créditos permite uma poupança mensal na sua prestação, mas acarretam juros altos e custos de abertura de processos. Poderá ser uma opção cara para a sua situação. Converse com o seu gestor de conta e tente conseguir uma redução no spread do seu empréstimo antes de tentar qualquer outra coisa.  
  2. Não se endivide excessivamente. Antes de contrair qualquer crédito, siga esta regra de ouro: as suas prestações não podem ultrapassar 35% do seu rendimento médio mensal.  ultrapassando esta regra correrá sérios riscos de não conseguir cumprir com as suas obrigações.
  3. Poupe. A maioria das pessoas prevê e muito bem uma poupança entre 3 a 6 vezes o rendimento médio mensal. neste cenário de crise em que vivemos actualmente, todos estamos demasiadamente expostos a um cenário de desemprego. Se estiver três meses desempregado como vai ser a sua vida? já pensou nisso? e se estiver dois anos? Evite consumismos exagerados, controle as despesas artificiais, contas como a da electricidade, TV cabo, internet e telemóveis podem ser muitas vezes imensamente reduzidas apenas com a introdução de novos hábitos. Introduza o hábito de poupança no seu dia a dia.
  4. Opte por um crédito hipotecário. Se optar por consolidar os seus créditos num crédito hipotecário conseguirá obter taxas de juro mais baixas do que num crédito pessoal.
  5. Compare as taxas das propostas obtidas (TAE e TAEG). Tente saber de antemão todos os custos que poderão estar associados á abertura do processo para o credito consolidado.
  6. Se já se encontra numa situação critica de endividamento e não sabe o que há-de fazer peça ajuda aos Gabinetes de apoio da DECO. Eles têm várias delegações pelo país fora, decerto alguma estará próxima da sua área de residência e terá prazer em o ajudar a escolher um crédito consolidado adequado.

 


RSS
Contactos uteis
Linha de informação sobre Créditos Deco +351 808 200 149 (linha Azul) +351 218 418 790
Pesquisa personalizada
Loading...