Tudo o que procura saber sobre credito pessoal, creditos online, financas pessoais e conselhos de poupanca.

10
Jan 11

Crédito ao Consumo


Depois de o banco de Portugal ter passado a fixar as taxas máximas praticáveis em território nacional pelas entidades de financiamento. Quem já deu o alerta para esta passividade e falta de vigilância do Banco de Portugal foi a Deco. Depois de analisar vários produtos do mercado, concluiu que muitos bancos praticam juros acima do permitido por lei, nos mais variados tipos de créditos e ninguém parece supervisionar a situação.

É uma situação no mínimo estranha, pois legalmente, nenhum contrato de crédito pode ser celebrado por valores superiores àquilo que está estipulado por lei, então só se pode concluir que há um grande desleixo e conivência de múltiplas partes que praticamente ignoram as leis que nos defendem a nós, enquanto consumidores.

Tendo em conta que estas taxas já são fixadas desde Janeiro de 2010, também não se pode falar em falta de tempo dos bancos para conseguirem regularizar a situação, talvez seja mais uma situação de falta de vontade e conveniência.
Antes de contrair qualquer crédito verifique no portal do cliente bancário (http://clientebancario.bportugal.pt) se a TAEG que lhe foi proposta não ultrapassa os limites legais, se ultrapassar faça a sua queixa imediatamente neste portal para evitar que mais pessoas possam ser prejudicadas por desconhecimento dos seus direitos.
Penso até que o Banco de Portugal deveria ter no seu Portal uma lista dos bancos infractores, pois isso faria com que pensassem duas vezes antes de avançar com atitudes destas. Uma exposição negativa deste tipo de certeza que não é muito desejável para uma instituição financeira que queira transmitir fiabilidade.

publicado por Nelson às 23:04

RSS
Contactos uteis
Linha de informação sobre Créditos Deco +351 808 200 149 (linha Azul) +351 218 418 790
Pesquisa personalizada
Loading...