Tudo o que procura saber sobre credito pessoal, creditos online, financas pessoais e conselhos de poupanca.

01
Jul 09

Precisa de um crédito rapido?


O crédito facil está morto em Portugal. Quem o diz são os próprios presidentes dos maiores bancos de Portugal. Se até agora era facil chegar a um banco e conseguir que lhe emprestassem dinheiro sem muitas exigências, o cenário de crise veio alterar isso tudo. Não existe confiança que a crise se vá embora nos próximos tempos, e os bancos, como medida de protecção dos seus activos, decidiram tornar mais difícil o acesso a estes produtos financeiros.

Presidentes de bancos como o Millenium Bcp, Banco Espirito Santo, Santander, Totta e BPI, deram uma conferência de imprensa onde negaram que estavam a recusar financiar empresas e particulares, contudo, estão muito mais cautelosos e a avaliação do risco de um crédito é agora muito mais extensa e exigente. Como eles próprios disseram:

"O tempo do crédito facil acabou".

A Caixa Geral de Depósitos, revelou que em alternativa ao crédito facil, criou alguns novos produtos mais apropriados á conjuntura económica em que vivemos e ás necessidades actuais dos clientes.

Prevê-se que na dificuldade de obter créditos bancários, os portugueses passem a virar-se mais para empresas especializadas em créditos online, mais fáceis de obter mas com altas taxas de juros. Normalmente a obtenção de um crédito deste tipo é bastante facil e rápida. Contudo, é sempre bom lembrar que o que é dificil neste tipo de créditos, é o seu pagamento.

Graves dificuldades económicas em conjunto com campanhas de marketing muito agressivas, praticadas por estas empresas de credito facil, poderão contribuir, a curto-médio prazo para um ainda maior endividamento das famílias portuguesas, pelo que o recurso a estes créditos deve ser sempre usado com muita cautela.


Estes créditos são caros, mas são importantes na nossa economia, e se eles existem é porque existem pessoas que recorrem a eles. O seu bom ou mau uso, é que já depende de cada um.  Devem ser usados com disciplina e  em situações de emergência. Nunca para comprar bens de terceira necessidade.


Se está em vias de aderir a em crédito deste tipo, faça primeiro uma análise das ofertas no mercado. Compare, para o montante que precisa, as taxas de juro e as penalizações por amortizações antecipadas. Estes são normalmente os maiores problemas de quem adere a um credito fácil.

 

publicado por Nelson às 18:42

RSS
Contactos uteis
Linha de informação sobre Créditos Deco +351 808 200 149 (linha Azul) +351 218 418 790
Pesquisa personalizada
Loading...