Tudo o que procura saber sobre credito pessoal, creditos online, financas pessoais e conselhos de poupanca.

03
Jul 09

Porque se recorre tanto ao credito pessoal?



Recorremos ao credito pessoal por necessidade. Muitas vezes dava-nos jeito ter um dinheirinho extra para gastar. Ás vezes para fazer melhoramentos na casa, comprar um carro novo, consolidar créditos ou simplesmente para tirar aquelas tão desejadas férias. Contudo, nem todos temos esse dinheiro posto de lado quando precisamos dele. E se temos algumas poupanças, por vezes foram feitas a pensar noutras despesas e não lhe queremos mexer no momento actual. Seja qual for a razão, precisar muito de dinheiro e não o ter imediatamente disponível pode trazer muitos dissabores.

É nestas alturas que as pessoas ponderam em recorrer a um credito pessoal. Em Portugal existem já muitas empresas de crédito fácil, umas nacionais, outras internacionais, umas honestas e outras que nem lá perto. Mas pelo menos já é fácil para um português ter acesso a um crédito rápido sem muita burocracia. Apesar de serem créditos com juros muito altos, por vezes são uma bóia de salvação para muitos.
Estes créditos, são conhecidos como créditos pessoais  e ajudam as pessoas a ter dinheiro no bolso, praticamente instantaneamente, no momento em que elas mais precisam. Os valores podem ir desde umas poucas centenas de euros, até em alguns casos aos vinte mil euros. Tudo isto com, créditos aprovados entre 24 e 48 horas, por isso se recorre tanto a este tipo de dinheiro fácil.



Seguros associados aos Créditos Pessoais



Muitas pessoas hesitam quando lhes são apresentadas propostas de seguro de vida para um crédito pessoal. Normalmente estes seguros são propostos por entidades bancárias, sendo mesmo uma exigência por algumas. E estes seguros cobrem a totalidade do pagamento no caso de morte ou invalidez do cliente.
Mas existe um outro tipo de seguro que pode ser feito, e é até bastante aconselhável. Trata-se do seguro de  protecção de  pagamentos, e garante o pagamento da prestação mensal no caso de incapacidade temporária, desemprego involuntário, salários em atraso, hospitalizações, etc..
Veja se as suas propostas de credito pessoal, se já têm estes seguros incluídos, pois alguns deles já incluem estes produtos no pacote. Por isso não escolha o seu crédito baseado apenas no preço final, mas sim analisando cuidadosamente todas as suas características.  Já pensou se de repente for parar ao desemprego, como vai fazer para pagar o credito pessoal que contraiu?

publicado por Nelson às 00:41

RSS
Contactos uteis
Linha de informação sobre Créditos Deco +351 808 200 149 (linha Azul) +351 218 418 790
Pesquisa personalizada
Loading...