Tudo o que procura saber sobre credito pessoal, creditos online, financas pessoais e conselhos de poupanca.

14
Jul 11

Nós por cá, nada de novo. Tal como já tinha sido anunciado, vamos ser apertados mais uma vez. Será que é desta que nos esmagam??

 

 

 

Noticia da  Agencia Financeira:

 

Serão os cidadãos e não as empresas que vão sentir o aperto. O novo imposto extraordinário, que retirará o equivalente a 50% do subsídio de Natal acima do salário mínimo aos portugueses, deixa as empresas de fora, mas por uma razão.

O IRS é um esforço mais equitativo, é um esforço mais justo, no entender do Governo: os sacrifícios são repartidos por todos, à excepção das famílias com menores rendimentos.

O ministro das Finanças explicou, em conferência de imprensa, que o Executivo quis «ilustrar com esta medida a ideia da equidade social na austeridade e, consequentemente, pareceu-nos recomendável que o imposto, a ser usado como referência para esta medida, fosse o IRS», o «ponto mais natural para a equidade no esforço».

As empresas, essas, já verão o IRC aumentar este ano e o Governo não lhes quer retirar competitividade.

publicado por Nelson às 23:27

RSS
Contactos uteis
Linha de informação sobre Créditos Deco +351 808 200 149 (linha Azul) +351 218 418 790
Pesquisa personalizada
Loading...