Tudo o que procura saber sobre credito pessoal, creditos online, financas pessoais e conselhos de poupanca.

19
Jun 10

Já muitos de nós numa altura ou outra, tivemos mais dificuldade em conseguir pagar as prestações das nossas casas, porém algumas decisões só pioram o nosso estado financeiro ainda que num curto prazo pareçam uma tabua de salvação. Eis os erros mais frequentes que surgem nas pessoas endividadas e que espero que se vejam cada vez menos:

 

  1. Pedir um credito novo para pagar as prestações dos empréstimos que já não conseguimos pagar. Esta é uma situação muito frequente e que todos nós já conhecemos alguém que já tenha feito isto. Para se conseguir um credito pessoal deste tipo, para conseguir suportar as prestações que já não conseguimos pagar, das duas uma: ou lubridiamos a entidade financeira que nos faz o novo crédito e damos dados falsos para que ela não se aperceba que o nosso nível de endividamento é muito alto ou recorremos a empresas especializadas em credito rápido e facil (ex:cetelem, cofidis) e pagamos juros muito altos em comparação aos praticados pelas entidades bancárias.
  2. Deixar andar. Desvalorizar a situação e não reconhecer o problema não vai fazer com que ele se resolva por ele próprio. Pelo contrário, vai provocar um efeito tipo bola de neve, quanto mais tempo passar, maiores dimensões vai ter o imbróglio e mais difícil será a sua resolução.
  3. Responder a anúncios de empréstimos nos jornais. É fácil encontrar pessoas a emprestar dinheiro em anúncios de classificados em jornais e na internet. Estes empréstimos são quase sempre sinónimo de burlas que se aproveitam de pessoas que estão completamente desesperadas. O primeiro encontro por norma é fatal.
  4. Manter o mesmo nível de vida. Se estamos com problemas de endividamento, devemos pôr a ideia de contrair novos créditos para manter o nosso estilo de vida de parte. Devemos sim pensar em alterar o nosso estilo de vida para conseguirmos pagar as nossas dividas e conseguir dormir á noite descansados. Pequenas mudanças nas rotinas diárias poderão fazer toda a diferença ao final do mês, eis apenas alguns exemplos:

Deixar de fumar, abdicar da Tv Cabo ou passar par um pacote mais económico, escolher um tarifário de telemóvel mais adequado, optar por trocar o carro por um de uma cilindrada inferior e mais económico, passar a usar a bicicleta mais frequentemente, começar a tomar o pequeno almoço em casa, optar por produtos de marca branca no supermercado, trocar para uma casa mais pequena reduzindo as prestações do credito habitação, etc..

publicado por Nelson às 20:51

RSS
Contactos uteis
Linha de informação sobre Créditos Deco +351 808 200 149 (linha Azul) +351 218 418 790
Pesquisa personalizada
Loading...