Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Creditos online

Tudo o que procura saber sobre crédito pessoal, créditos online, finanças pessoais e conselhos de poupança.

Creditos online

Tudo o que procura saber sobre crédito pessoal, créditos online, finanças pessoais e conselhos de poupança.

Qui | 12.11.09

Evitar o Sobreendividamento

Nelson

Num ambiente económico hostil como o que se vive hoje, nunca é demais lembrar as boas praticas para combater o excesso de crédito malparado que se verifica hoje em Portugal. Eis as formas básicas de combater o sobreendividamento que parece querer crescer cada vez mais. 


credito pessoal Poupe. Poupar será sempre a solução chave para se tornar menos dependente do crédito, não lhe proponho poupar tudo o que consiga pois, o mais certo é ao final de algum tempo não aguentar o sufoco do excesso de poupança e voltar a esbanjar dinheiro em coisas desnecessárias. O melhor conselho é definir uma meta, normalmente o ideal é que consiga amealhar 10% dos seus rendimentos mensais.

 

Existem produtos financeiros que fazem isto automaticamente, como os PPR´s. Todos os meses é retirado da sua conta ordenado uma quantia definida previamente por si, e para além da poupança ainda obterá um retorno financeiro maior em juros e benefícios fiscais. Claro que os PPr´s não podem ser resgatados de qualquer maneira, informe-se junto do seu banco para saber as soluções mais adequadas para o seu caso.


Faça um apanhado das suas despesas regulares mensais sobreendividamento, identifique despesas que possam  ser eliminadas. É crucial definir as despesas prioritárias e indispensáveis , se algum mês estas ultrapassarem o estimado por si, sacrifique as despesas secundárias (ir ao cinema, ginásio, assistir ao futebol, jantares com amigos, etc) mas mantenha-se fiel á sua taxa de poupança, isso vai fazer de si uma pessoa mais disciplinada e isso é essencial para se manter longe dos créditos urgentes. 

 

Abrindo um excepção e quebrando a regra de pôr de lado 10% dos seus rendimentos, abrirá precedentes e mais facilmente nos meses posteriores optará por se "esquecer de poupar" até que a indisciplina que instalará na totalidade e a poupança passa a ser apenas uma miragem.
 

Dom | 01.11.09

Poupar dois mil euros no crédito á Habitação

Nelson

No dia mundial da poupança, os Portugueses ficaram a saber que a queda da euribor tem permitido a algumas familias poupar até dois mil euros num ano. Segundo o Público, num credito á habitação de 150 mil euros, a trinta anos com idexação á Euribor a seis meses, actualmente paga-se 533 euros. Se este credito á habitação fosse feito á um ano pagaria-se exactamente 887 euros, uma diferença de 354 euros mensais. Fazendo as contas ao fim do ano a diferença é muito grande. E é graças a esta euribor abaixo de um por cento que a poupança tem aumentado em Portugal. As previsões apontam para que a taxa se mantenha inalterada nos próximos tempos.