Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Creditos online

Tudo o que procura saber sobre credito pessoal, creditos online, financas pessoais e conselhos de poupanca.

Creditos online

Tudo o que procura saber sobre credito pessoal, creditos online, financas pessoais e conselhos de poupanca.

Ter | 23.03.10

Alerta nos Creditos Pessoais

Nelson

Desde o inicio do ano que o credito pessoal tem as suas taxas de juro maximas limitadas por lei. Então uma estratégia seguida pela maioria dos bancos e instituições de crédito tem sido aumentar as comissões e diversificar os nomes para baralhar os consumidores. De cada vez é mais dificil conseguir fazer uma comparação real dos diferentes creditos pessoais do mercado.


Em alguns casos, como tiveram que baixar as taxas de juro dos créditos pessoais, aumentaram os custos de comissões de abertura até 72%. Tenha cuidado quando pedir uma simulação e exija que venha sempre discriminado todos os custo do crédito, pois uma boa taxa de juro pode ocultar comissões extremamente desvantajosas, e aquilo que parecia ser o melhor crédito do mercado, não passa de uma campanha de marketing, com custos totais muito acima daquilo que pretende.

Esta é uma situação muito semelhante aquela que se viveu no credito habitação á cerca de um ano.

Qui | 18.03.10

Consumo: conheça tudo a que tem direito

Nelson

Hoje é o nosso dia. Tal como disse Kennedy em 1962 ao Congresso norte-americano, "somos todos consumidores". Em tempos de crise, a informação nunca é demais.

 

Problemas com o sector das telecomunicações ou da banca são comuns e muitas vezes põem os consumidores “à beira de um ataque de nervos”. Só no ano passado, a Deco recebeu mais de 100 mil pedidos de esclarecimento em relação às telecomunicações, e 65 mil em relação à banca.

 

Quando nem tudo corre da forma como mais desejamos e para queira apresentar queixa, o livro de reclamações é um dos meios mais usados.

 

Nas compras há sempre regras que deve seguir para evitar desagradáveis surpresas. Antes de comprar qualquer produto das suas características, compare preços, analise as condições de trocas. Os cuidados têm de ser redobrados se estiver a fazer compras através da internet.

 

Nos serviços financeiros, os clientes também têm de ter em conta determinados critérios. Apesar de tudo, o Governo  tem vindo nos últimos anos a multiplicar-se em esforços para tornar o sector da banca mais transparente, reforçando desta forma os direitos dos consumidores.


A mais recente novidade diz respeito à descida das taxas máximas do crédito ao consumo, uma medida imposta pelo Banco de Portugal. Desta forma, os juros máximos que as instituições financeiras poderão cobrar a partir de Abril no crédito pessoal serão de 18,9 por cento, no crédito automóvel de 15,6 por cento e nos cartões de crédito de 31,6 por cento.


Também transferir a sua conta à ordem para outro banco é mais fácil. Por exemplo: já não precisa de comunicar a todas as entidades que o débito directo passa a ser feito numa conta à ordem de outra instituição. O banco onde vai abrir a nova conta pode fazê-lo por si, entrando em contacto com o seu banco antigo.

Mas os direitos dos consumidores não ficam por aqui. Há que ter em conta as regras a respeitar nas férias, nos despedimentos, na assistência à família, entre muitas outras coisas.

 

Este artigo foi publicado no jornal Ionline e republiquei-o aqui porque o achei interessante. Espero que não me ponham problemas pois ponho aqui o link para o artigo original...

Sex | 12.03.10

Credito Pessoal Rapido, Taeg 3% Sem "burrocracias"

Nelson

Na net encontra-se de tudo, de bom e de mau. Todos os dias vemos as nossas caixas de correio serem invadidas por Spam, e estes emails são de cada vez mais perigosos e astutos. Muitos do mails que têem chegado á minha caixa de correio são ofertas de créditos, investimentos com elevados retornos num curto espaço de tempo, compras, etc.. 

Um dos mails que circula muito diz respeito a uma oferta de credito rapido muito tentadora, muito melhor que aquelas que nos facultam nos bancos. Propõem-nos fazer empréstimos até 8 milhões de euros, sempre com taxas baixíssimas (abaixo de 3%) e sem burocracias, nem fiadores, enfim sem quaisquer garantias.

Excelente, pensa o leitor, não é? Aquilo que parece uma proposta irrecusável não passa de uma farsa que serve para defraudar as pessoas que necessitam de um empréstimo. Sendo surpreendido por uma oferta destas resolvi responder e fornecer alguns dados fictícios para ver até onde isto ia. O crédito, como era de esperar, foi aprovado logo de imediato no mail seguinte.

Cheguei então aqui ao ponto pretendido pelo emissor do mail: a comissão de abertura de processo. Muitos dos créditos pessoais do mercado cobram efectivamente uma taxa de abertura de processo, mas este é o único objectivo do emissor destes mails, receber estas falsas "comissões" e depois de receber desaparecer. Este é um esquema que tem defraudado muita gente apesar de parecer absurdamente simples. O valor pedido era de 110 euros, por isso percebe-se que apesar de a maioria das pessoas apagar de imediato estes mails, basta que consigam enganar em média  uma pessoa por dia para tornar este negócio muito lucrativo. E estes mails são enviados massivamente para milhares de  mails diariamente. Por isso não me canso de repetir:

"Tenha cuidado com os mails fraudulentos!!"

 Evite publicar o seu mail em sites onde todos têm acesso, como blogues, redes sociais, sites de classificados, pois é aí que muitas das vezes estes scammers vão extrair os mails para fazer as suas listas.

 

emprestimo rapido

Seg | 08.03.10

Guia do Credito Habitação

Nelson

O credito que interessa a todos



O credito habitação é por norma, o credito mais procurado do mercado. A compra de habitação própria é um dos momentos mais importantes das famílias portuguesas e poucas são aquelas que o conseguem fazer sem recorrerem ao credito hipotecário. Depois de verificar que o meu post sobre credito pessoal continua a receber muitas visitas decidi fazer uns posts detalhados sobre o credito habitação pois sei que muitas pessoas procuram na net por esta informação. O credito habitação consumirá vários post pois é um assunto extenso demais para ser resumido num só post.  Já agora antes que alguém questione, credito habitação ou credito hipotecario são a mesma coisa apesar do segundo termo não ser tão vulgar.

 

Credito Habitação

 


Credito Habitação – Quase Todos Precisamos Dele

A compra de uma casa é por norma, a compra de maior valor que a maioria de nós comete. Como o leitor sabe, uma casa custa muito dinheiro e mesmo que se poupe durante meses, anos, ou décadas não conseguimos poupar dinheiro suficiente para conseguir fazer uma compra a pronto pagamento. Resultado: recorremos ao credito habitação e ficamos com uma divida ás costas que nos vai acompanhar uma vida inteira, por isso convém estarmos bem informados para conseguir reduzir o impacto de uma "sanguessuga" que tira o sono a muita gente. Normalmente pessoas que no momento de escolher o seu credito habitação também não se deram muito ao trabalho de pesquisar e descobrir qual a solução ideal para a sua situação. É que andar de banco em banco a pedir simulações de credito habitação e informações é chato e leva muito tempo, mas pode ser recompensado com uma poupança de milhares de euros ao final do ano.


Mesmo quem já tem um empréstimo pode renegociar o seu e melhorar  o seu contrato de credito habitação. Foi o que eu fiz á coisa de um ano: como  o meu spread (uma parcela da taxa de juro cobrada pelo Banco) estava em 1,2%, estava desajustado dos valores praticados no mercado e eu achei que estava na altura certa para renegociar o meu contrato. Comecei a pedir simulações a outros bancos e consegui ofertas de spreads muito mais baixos. Voltei ao meu banco para renegociar o empréstimo e como ele não conseguiu apresentar uma proposta tão boa como a concorrência, vi-me obrigado a transferir o credito habitação para outro Banco a custo zero . A custo zero, mas tive pagar tudo primeiro do meu bolso, depois é que o Banco me devolveu todos os gastos que tive com a transferência, por isso fique a saber que é preciso ter algum dinheiro de parte para esta operação de transferência de credito habitação.
Assim consegui uma redução do spread do credito habitação de 1,2% para 0,4%. Pode parecer pouco mas no meu caso passei a pagar menos 78 euros por mês, por isso é facil perceber quanto é que sobra a mais ao final de um ano.  No meu caso, o empréstimo não é muito alto, mas conhecidos meus com creditos habitação de valores mais altos conseguiram spreads de 0,3% e 0,25% significando uma poupança de vários centenas de euros por mês. È importante perceber que isto foi feito numa altura em que a Euribor estava muito alta e os Bancos foram pressionados a baixar as taxas de juro.  Nesta altura a Euribor chegou perto dos 5% e os spreads foram reduzidos para reduzir o impacto do credito habitação na vida das famílias portuguesas.


Neste momento a Euribor está nos seus mínimos históricos: nunca desde a sua criação tinha estado abaixo de um por cento, mas agora está ligeiramente abaixo.  Isto tem as suas contrapartidas, apesar de as prestações dos creditos habitações estarem num patamar reduzido os bancos subiram os spreads. No contexto actual em que estou a escrever este artigo será impossível para o leitor de conseguir assinar um contrato de um credito habitação com um Spread abaixo de 1%. Quem se mexeu e pesquisou há uns meses como eu, consegue agora juntar dois agradáveis factores de "satisfação":


Spread baixo + Euribor baixa = Prestação baixa = Poupança



O que Preciso de Saber para escolher  um credito Hipotecario?


A característica mais  óbvia a analisar numa proposta de credito habitação é claramente a taxa de juro. Mas sintetizando tem que dar atenção a:

  • Taxa de juro proposta;
  • Custos  abertura do processo;
  • Custos de manutenção do credito.

 


Taxas de Juro do Creditos  Habitação

As taxas de juro associadas a estes creditos são as mais baixas do mercado, isto pela simples razão de apresentarem uma forte garantia de reembolso do empréstimo ao banco:  a própria casa. Isto não quer dizer que os bancos não estejam interessados nestes creditos, muito pelo contrario, como são creditos com prazos muito alargados, o volume de juros pago também é muito elevado e o Banco ganha muito dinheiro com o credito habitação. Para além disso muitas vezes obriga ou pressiona  os clientes á subscrição de outros produtos onde consegue também ganhar dinheiro (seguros pessoais, seguros de saúde, cartões de credito, etc…).


Antes de iniciar a sua procura por um credito hipotecário, calcule a sua taxa de esforço. Faça da seguinte maneira: some os rendimentos do agregado familiar dos últimos doze meses e divida por doze. Depois de ter este valor (renda média mensal) multiplique por 0,35 ou no máximo 0,40.

O resultado é o valor máximo recomendado para a sua prestação mensal. Se arriscar passar deste valor poderá ter grandes dificuldades em cumprir com o pagamento das suas prestações, lembre-se que este empréstimo compromete-o nas próximas décadas.  Para além disso ao fazer um credito numa altura como esta, em que a Euribor está baixinha devido á porcaria da recessão, pode ser uma armadilha. A Euribor terá que subir no futuro, ela só está baixa porque o Banco Central Europeu quer estimular financeiramente as famílias e as empresas da zona euro e fornecer-lhes dinheiro a um baixo preço. Quando a Euribor regressar a valores normais, as prestações do credito habitação vão subir e muito, por isso se fizer os seus cálculos e contrair um empréstimo em que a sua taxa de esforço está nos 40%, daqui a um ano a prestação da casa poderá estar-lhe a consumir 60 ou 70% dos seus rendimentos mensais, por isso convém dar-lhe uma boa margem devido ao contexto económico global que se vive.

As penalizações por amortização antecipada deixaram de ser uma preocupação pois passaram a estar limitadas por lei, quer isto dizer que todos os bancos cobram o mesmo nesta situação, por isso deixou de ser um critério válido para seleccionar o banco onde vai contratar o seu creedito habitação.


 Quando se contrata um credito habitação temos duas alternativas no que toca a taxas de juro:

 

  1. Taxas Fixas ;
  2. Taxas Variáveis ou Indexadas


A grande maioria das pessoas opta pela segunda opção, representando apenas uma pequena percentagem as pessoas que optam pelas taxas fixas no credito hipotecário. 
As taxas fixas apesar de parecerem mais atractivas devido á estabilidade das prestações não são aconselháveis para a maioria das pessoas. Normalmente as taxas de juro fixas são altas e os consumidores acabam a maior parte do tempo por estar a pagar taxas muito desajustadas do mercado. Imagine que até conseguiu um credito habitação com uma taxa fixa de 6 ou 7%, nos anos que têm passado teria estado a pagar juros muito mais altos que as restantes pessoas. E quanto maior for o prazo, mais os bancos sobem as taxas para se precaverem das oscilações de mercado, cobrando valores muito altos para creditos superiores a 15 – 20 anos. Devido ás características deste credito também é mais difícil chegar ao balcão do seu banco e renegociar uma redução da prestação, por isso, não aconselho ninguém a aderir a este tipo de produto, a excepção é claro, é conseguir uma taxa fixa baixinha, neste cenário pouco provável a taxa fixa é realmente compensadora.
As taxas variáveis indexadas normalmente indexadas á Euribor são a melhor escolha para a maioria de nós, mas este post já está a ficar demasiado comprido e já estou para aqui á mais de uma hora a escrever por isso vou deixar esse assunto para o próximo post, pois ainda há alguma coisa a falar sobre a Euribor.

credito habitacao o guia


Para acabar, vou só referir outros factores podem ainda pesar na sua decisão do credito habitação ideal, sendo estes um pouco mais subjectivos pois dependem um pouco do seu perfil de cliente:

 

  • Proximidade geográfica. Escolher um banco muito longe de casa pode ser um obstáculo na altura de fazer o seu credito, viagens mais longas e demoradas são uma chatice que ninguém quer. O mais conveniente é um perto do local de trabalho ou de casa;
  • Celeridade e tipo atendimento. Alguns bancos mais pequenos conseguem ser mais rápidos e proporcionar um atendimento mais personalizado (um gestor de conta). Lembre-se que na maioria dos casos as pessoas domiciliam o ordenado onde têm o credito habitação e passam  a ter que recorrer ao banco em muitas situações do quotidiano,  por isso uma convém que sinta que a pessoa que o atende vai fazer o que puder para o ajudar.
  • Plataforma Online. Se for como eu, trata de quase todas as suas questões com o Banco online através do sistema HomeBanking. Esta é uma tendência que se está a generalizar e se você ainda não utiliza está a perder o seu tempo e dinheiro. Muitas das melhores ofertas de taxas de juros, já começam a estar disponíveis exclusivamente para subscrições online.


Bem, espero que este post tenha já elucidado algumas pessoas e continuem a ler o meu próximo post sobre o credito habitação.

Qui | 04.03.10

Primeira Actualização Das Taxas Maximas de Crédito

Nelson

Já foi feita a primeira revisão as taxas de juro maximas permitidas por lei no crédito. Todos os interessados em crédito á habitação, credito pessoal, crédito automóvel e até cartões de crédito podem e devem agora averiguar se não lhe estão a cobrar taxas de juro abusivas. Relembro que esta lei vigora apenas para contratos celebrados a partir do dia 1 de Janeiro de 2010. Esta é a primeira revisão pois estas taxas irão sendo actualizadas trimestralmente com base na estatistica da média praticada no mercado nos meses antecessores. Já expliquei melhor esta lei sobre as taxas maximas aplicadas ao credito num post anterior.



Taxas de juro baixaram



A boa noticia é que as taxas baixaram um pouco devido á constante queda da euribor, e consequente descida das médias praticadas pelas intituições financeiras.

Deixo aqui o link.