Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Creditos online

Tudo o que procura saber sobre credito pessoal, creditos online, financas pessoais e conselhos de poupanca.

Creditos online

Tudo o que procura saber sobre credito pessoal, creditos online, financas pessoais e conselhos de poupanca.

Qui | 29.04.10

Cronica de uma Morte Anunciada: Acabou-se o Credito Facil

Nelson

Os próximos tempos prometem ser penosos para todos nós. Todos os dias recebemos "boas noticias" nos noticiários e jornais nacionais, mas agora parece que estamos mesmo a bater lá no fundo do poço. Depois das noticias do rating que parece estar a afastar todos os investidores de Portugal, vem o Presidente do maior banco privado português declarar que as exigências dos bancos na hora de conceder créditos vão aumentar. Segundo este não há volta a dar, o caminho indicado para sair desta crise é o mesmo que é apresentado por qualquer politico que se preze: Exigir ao povo um esforço extra. Já estamos nesta crise há muitos anos, e penso que este esforço já está a ser feito á muito tempo, e não começará agora como dão a entender. Daqui a três ou quatro anos pedem mais um esforço, esquecendo novamente que já estamos á muito tempo no limite, mas pronto, isto são outras conversas.

Vamos ver o que nos reserva o futuro, depois de trinta anos de uma promoção desenfreada do crédito fácil e rápido por parte dos nossos bancos, vamos ver como vão agir eles daqui para a frente. Até á bem pouco tempo tenho visto publicidade por tudo quanto é sitio aos créditos pessoais, se os banco estão menos interessados na venda destes produtos ainda não se notou muito.

Deixa-me alguma preocupação pois por vezes estes créditos eram o empurrão que alguns de nós precisávamos para um inicio de actividade, e agora as dificuldades aumentam para quem quer realmente fazer alguma coisa e não tem meios.

A partir de agora para além do desemprego, vamos passar a ter menos consumo, menos investimento, menos procura, etc. "Terminou a festa", como disse o Sr. Presidente.

 

Ter | 13.04.10

Amortizações Antecipadas Vs Investimento

Nelson

Amortizações Antecipadas Vs Investimento

 

Neste momento estou numa situação mais confortável que á uns dois ou três anos, consegui inserir uma rotina de poupança no meu quotidiano e neste momentos sem os exageros que me levariam a desistir desta decisão consegui de facto efectuar algumas poupanças. Não me vou esquecer,claro que os juros da Euribor têm estado baixíssimos e só assim tem sido possível conseguir uma poupança efectiva. Mas todos nós sabemos que os mercados não se vão manter assim eternamente, e a curto médio prazo a euribor começará a subir e as dificuldades reaparecerão nas nossas vidas.

 

 

O que fazer com esta poupança? Esta é a questão. Qual será a melhor maneira de tirar proveito desta pequena poupança que se formou neste espaço de tempo?

 

 

Fazer uma amortização antecipada nesta altura não me parece a situação ideal, pois os juros que estou a pagar são bastante baixos, e fazendo uma amortização mesmo no valor total da poupança não diminuiria muito a minha "factura" ao final do mês. Penso que poderei guardar as poupanças para quando os juros começarem a subir e então usá-la como tábua de salvação.

 

 

Pôr o dinheiro numa conta a prazo também não é claramente uma solução, pois os juros pagos pelos bancos numa conta a prazo são terrivelmente baixas, mais baixas que aquelas que nós pagamos pelo crédito habitação. E então estarei a receber (como exemplo) juros de 0,6% e a pagar no meu empréstimo habitação 2%. Claro que esta é uma situação desfavorável e é sempre preferível então optar pela amortização antecipada.

 

A questão aqui será na minha maneira de ver, encontrar um investimento seguro onde se possa investir parte dessa poupança e com um retorno superior aos do depósitos a prazo. Penso que a solução passará por investir de uma forma diversificada em fundos de acções, de obrigações e/ou imobiliários. Muitos destes fundos têm retornos elevados e um risco bastante baixo. Neste momento estou a fazer um estudo para decidir o que fazer com as minhas poupanças, pois é preciso muita sensatez nestas situações e também não quero arriscar ficar com menos poupanças do que as que tenho agora.

 

Em breve publicarei os resultados obtidos.